Total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Ante a insônia, ei-la: a poesia...

Perecer... ó, fúnebre cântico...
Por que me vens cometer
Tamanha injúria? O pranto
É o que me faz reviver...

...a essência da julgada
Vil alma entorpecida
Minha, sem curso, impregnada
Do odor da ferida esfacelada...

Ante a aberração da angústia
Da guerrilha que firmara, ó, amor,
Por quantos vales do terror-mor
Desbravar-lhes-ei sem nenhuma astúcia?...


05-12-2012
Lelo Mendes

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Amor, sublime amor...


Essência tenra da vivacidade
beleza suprema do consolidado
destreza pura em realidade
do sentimento, aqui, eternizado...

Da angústia da saudade infindável,
Pela dor da distância persistente,
Há a certeza do que é presente:
A graça da dádiva do que é inefável...

Ciente da virtude que não à esmo
Se destoa da proferida lítera, em si
Faz torpor pela bel-antologia, sedutor

Ante a alma que se esfacela em frenesi
Pelo viver não passional, eis o mesmo:
Da ontologia, ego sunt, em ti, o bel-amor...

22/11/2012

A mando...


Amando... 
A mando do coração,
da alma em tenra emoção,
repleta de tudo e de nada:
de tudo que é maravilhoso
e de nada que nos impeça 
de viver tão esplendoroso 
sentir... amar sem desavença.

E, a mando, que é bom,
do bom que é, amando
devendo seguir... seguindo
o que não se faz ordenando,
já que é por si que faz a alma
seguir o que sente, feito dom,
certeza do que é, pela calma,
perfeitos acordes, belo som...

26/11/2012

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Mais uma de saudade...

Ah, saudade.... 
Ó, distância que nos consome...
Faz-nos perecer aumentando a realidade desprovendo-nos um do outro...
Tristeza... Angústia que não tem fim! 
Angustia à alma e nos entrega à solidão que vem no crepúsculo de cada dia...
...E, como tão vil entardecer, as cores perdem sua beleza e o brilho escurece...
...É a vida que se encerra buscando um estilhaço de esperança... um caco qualquer caído ao chão...
...Ó, doce tristeza... ó, profunda melancolia...
...Ó distância tão infindável, por quê não te vais se quem mais quero não és tu, mas à amada que tanto me inspira cada palavra?
Saudade... Ah, saudade...
...Esta, que vem e que vai, mas que consome um quê de mim quando não está comigo, Amor.... e que, quando se esvai, deixa que tudo seja seu, anjo de mim, pois é seu o reino cujo enamorar rainha alguma ter poderia, senão, a única em existência: Você!


sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Espasmos...


Amar, realmente, é para poucos...
As coisas boas, de fato, estão difíceis...
Deus nos coloca como dom o livre-arbítrio...e o que escolhemos? Somos tão inteligentes, tão superiores aos animais irracionais que optamos o pior... tudo que nos destrói, deturpa, desfoca e nos arranca a essência...
Era para ser uma declaração de amor... mais uma poesia, dessas cheias de saudade e esperança no reencontro.
.. mas tanta coisa ruim me fechou à primorosa inspiração... e acabei aqui, refletindo como precisamos acordar...
Cada um faz sua escolha...
Por favor, não me venham perguntar "por que deu errado?" ou "por que fui desmerecido?!" ... Eu, simplesmente, não tenho mais que pensar nisso... observem por si só, já que todos são capazes de escolher! [são capazes, portanto, de refletir...]
Tem vezes, muitas vezes, que cansa...
Enquanto se luta pela paz, pela amizade e amor, por aquilo que Deus quer, há quem prefira, inclusive, duvidar disso... Mas é claro! O que está destruído não precisa da observância, mas da mais pura equalização: "seja como nós: para quê mudar?!"
Sem mais, não quero aprofundar...
Paz e bem...
....e "boa sorte"[?] a todos...


Da angústia pela saudade


Inspiradora manhã nebulosa... 
Seus ventos frios ecoam gritos de saudade
Que arranham meus ossos e inebriam a alma
Levando-me à veemente loucura de quem ama...
A certeza da solidão não é maior que a de amar
O amor, essência da veracidade, que me consome,
Mas a consequência da saudade pela distância
Da amada minha, que ao longe está....
Ó, amiga angústia... o que seria de mim sem ti?
Seria mais um 
ser vazio, desses que vagueiam pelo mundo,
Desconhecedores do que é o fulgor Ágape nascido do Eros,
E que insistem, por medo ou experiências ruins, mascararem-se,
Já que não souberam superá-las...
Doce manhã nebulosa e inspiradora...
Olho para meu silencioso aposento...e me pego devaneando...
Onde está? Onde está? Amada minha, onde está?
Por que tão distante está se ao meu lado é seu lugar?
Onde está, que não me ouve?!
Ó, amarga saudade que me angustia... És minha tenra amiga...
Acompanha-me dia após dia e me fazes devagar pelos mundos,
Velejar por mares a fio...não sei, não sei onde vou parar...
Ó, encontro! Por que não vens?! Por que me pões a sofrer tanto assim?!
Por que? Por que?! Não sei, não sei...
Não sei de que me importa... mas sei que me importa querer...
E quero... e muito... e tanto! E o que mais angustia a alma, o que mais a dilacera faz querer aumentar ainda mais o sanar...
E a cura, o quão distante está, senão, na simplicidade do completo encontro de quem ama e da pessoa amada...
Na ternura da troca de olhar... o acalentar do abraço tão esperado... na certeza do beijo aquecido pelo amor, destruidor desta frieza que comigo está, acompanhando-me na lítera proclamada!
Ó, tristeza...vai-te daqui! Deixa-me com o Amor meu... não me pegues como cria tua, mas deixa o espaço que lhe pertence, pois o coração que já fora amargurado pela distância, pela solidão, pela angústia, agora está entregue exclusivamente ao dom de amar...
E amo... E tenho amado... e lhe quererei, pois quero, eternamente Amar...

01/08/2012 às 09:54h

terça-feira, 10 de julho de 2012

Lelo Mendes - Nu Metal - Improviso

Olá, pessoal! Esta é a outra face do meu trabalho: a música.
Aqui, apresento um jeito diferente de fazer poesia... Neste vídeo, estou tocando guitarra, utilizando de um "backing track" (como se fosse uma banda) enquanto vou criando "loucamente" umas frases guitarrísticas...
Espero que gostem!
Paz e bem a todos!



Meu facebook: lelomendes
Youtube: wesleywf ou lelo mendes

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Reflexão sobre Amor

Falta amor no mundo...
Não muito, nem pouco... simplesmente: FALTA!
Amor que traz tudo aquilo que é, de fato, prazeroso...
Amor que nos revela o belo...
Amor que nos aquele a alma...
Amor que nos retira do individualismo...
Amor que nos traz fé...
Amor que nos faz crer! - e ter fé e crer são coisas tão distintas...
Amor que ensina...
Amor que mata - de saudade, de alegria, de tristeza pelo partir, mas de felicidade pelo reencontro!!
Amor... simplesmente, Amor...
Amor que nos ensina o que é RESPEITO! E como respeitamos nosso próximo?! Respeito pelo ALHEIO! Sim, exatamente... Se não sei respeitar isso, certamente não respeito a mim mesmo, prostituindo-me às traças...
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaammmmmmmmoooooooooorrrrrrrrrr!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Que nos faz gritar! Estremecer!!!! Que nos faz devanear (alguém aí não sabe o que é isso?! PROCURE NO DICIONÁRIO!!!!)!!!!! Amor que não permite preguiça!!!!!!!!!! (olha o dicionário aí.............) Que nos encanta e faz com que saibamos que o raiar do dia é uma nova chance e que o crepúsculo não é um filme ou um livro de uma autora qualquer que pensa que já viveu o suficiente para RE-CRIAR o conceito de relacionamento, mas um momento sublime em que se encerra o dia e que devemos ir refletindo o que fizemos de bom durante o mesmo que se passara...
Amor não é uma fantasia... Nada disso... não é discurso de telenovela da Globosta, nem da Recordemerda e nem do SBesTeira. Não. Amor é forte, é verídico... não é verossímil, mas real! Amor é a própria  realidade.
Amor é algo mais... é abdicar de si pelo outro...
É perceber que há momentos em que nem tudo na vida não é tumulto nem, tampouco, solidão! - E esse é para os "casais", aos futuros "marido e mulher"... aos "desencanados", não! ISTO não serve...
Amor é dedicação...
É RECIPROCIDADE...
É UNIDADE!!!!!!!!!!
É viver um universo paralelo ao que já nos encontramos deteriorizantes (reflita VOCÊ sobre o sentido disto) - há quem prefira "deteriorizandos", como em "vestibulando"...ah! desvendei o enigma...que pena...
É estar com a pessoa amada ainda que ela não esteja contigo!
É ir além... sim... muito além... bem além...
É inatingível...
É transcendental...

Paz e bem a todos...

sábado, 7 de abril de 2012

Da Antologia...

Não que seja um mar de rosas,
E que não definhe a alma minha
Posto que infindáveis são as líteras
Que, de mim, permeiam em vinha...

E, no analecto da beleza, inflama
A seduzir sem tristeza alguma
E que, antes triste, fora, em suma
A alegria que existe: azáfama...

E, vindo, chegou em boa hora
E fizeste meu riso ser mais rico
E deleitaste em meu espicilégio

Ante a clareza, que não em outrora,
Esmagaste com torpor a ex-quimera
Trazendo à tona o que sempre quisera...




segunda-feira, 19 de março de 2012

Poema

Eu amei...
Ai, de mim, se não tivesse amado
o quanto amo que, pelo amor,
já de amar era esperado...

Ai, de mim,
quando te encontrei,
que não te vivesse, enfim, naufraguei...
não no desespêro do fim,
mas na perfeita ilha de amor que tanto busquei...

E não sofrer mais,
não mais, nunca mais,
jamais haveremos de perceber
o que é hediondo,
a dor do fim de amar...

...E permaneceremos no amor...
sim, naquela ilhazinha em que nos perdemos...
onde fomos perder a razão
para compreender o que é Amar...

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Sutil reflexão...

Bom dia, boa tarde, boa noite!! É... demorei muito para postar, não?! Pois é... Andei vivendo mais do que escrevendo meus posts... Enfim... Amanheci um quê inspirado... Estou prestes a fazer uma prova de concurso... e acabei lembrando do meu primeiro vestibular: antes das provas, antes mesmo de sair de casa, eu pegara meu caderno de poesias e começara a velejar... Bons tempos... Foi o primeiro vestibular em que fui aprovado... Há uns 10 ou 11 anos atrás... Bons tempos :) Decidi, inconscientemente, repetir o rito... rs... Brincadeira! Vim postar porque amanheci inspirado mesmo! Tenho pensado demasiadamente acerca do amor... e isso me tem tomado algum tempo... Enfim... preciso postar antes que me atrase para o concurso!! Se vou ser aprovado? Isso se chama FUTURO... e está nas mãos de Deus ^^
O texto, que segue, dedico-o à minha namorada... Se ela é a razão da inspiração?! Dêem uma lida... e tirem as conclusões que melhor lhes aprouver! rs... Não farão diferença, pois o texto já terá sido lançado mesmo!! ...rs No mais..... DIVIRTAM-SE!!!!!!!!

Amar é assim:
Quando se menos espera, acontece! Quanto mais se tenta fugir, mais se apega - ou pega, mesmo!! É feito areia movediça... Não adianta!! É inevitável!! Por mais que se tenha "trauma" de coisa qualquer, estes, são dissipados no ar... :D
Queima por dentro tão fortemente feito erupção vulcância... Aquela que, quando podemos ver, só é o estrago que vai fazendo aos que estão em sua volta... mas, o que de fato acontece por dentro, nem o próprio magma expelido pode conter o mínimo da idéia real do que seria...
É suave... Sim, aquela mesma brisa que nos refresca em dia de calor; aquela sombra - maravilhosa!! - em pleno sol de meio-dia, na qual só parece estar agradável ali e em lugar mais algum!
É doce... tenho hipoglicemia... e esse é o melhor remédio para mim!! ^^ ...rs
É tranquilidade... O silêncio vem... paira... reina... adormece nos momentos certos... e ainda permite o melhor: saber o que se passa através do olhar, do toque, do cheiro...enfim, dos reflexos...sem necessitar proferir palavra alguma... :)
É alegria! Rir compulsivamente! Chorar de tanta felicidade!! Ficar perplexo com tudo que acontece! Não, não e não!! As "coincidências" não as são!! São providências :) Se você tem fé, é claro que acontecerão... mas se você tiver o discernimento, será ainda melhor, pois saberá quando não vêm do Céu :)
É amenizar... sim, exatamente... O controle existe. Mas o descontrole trabalha em harmonia com seu oposto. É olhar para o céu, lá fora, sentir o calor entrando pela janela e dizer: "Que dia bonito!!"... e saber que esse mesmo sol necessita de cuidados :) Somos frágeis! Não somos "super-heróis"!!! Somos humanos... e o "coração" necessita cuidados. Está ferido!! ^^ Nunca esqueçamos JAMAIS disso!! :D
Há muito que se escrever... mas não há tempo. Ou se vive ou se escreve. Já escrevi demais por hoje... Já escrevi demais por muito tempo! Agora? Hora de viver! Pois o meu Amanhã pertence a Deus... e o meu HOJE denomina-se PRESENTE: Presente de Deus para mim e para você!!!
Eita, já ia esquecendo... e o passado? Sim, com letra minúscula mesmo... pois passou, não nos pertence mais! Deus já guardou para nós... Senão, jamais teríamos espaço para um novo Presente, né isso?! ;)


26/02/2012